sábado, 2 de fevereiro de 2008

O Carnaval na terra do Tio Sam

O carnaval nos Estados Unidos à primeira vista parece se resumir às celebrações de Mardi Gras da cidade de Nova Orleães, localizada no estado de Louisiana(Britney Spears em 2005 fez uma importante aparição no Mardi Gras). Mas o Mardi Gras também é celebrado em outras localidades do estado, de estados vizinhos e mesmo do pais.

Depois de Nova Orléans, em termos de tamanho, vem o Mardi Gras de Soulard, um bairro central, eclético, boêmio da cidade de St. Louis, Missouri. Depois vem a cidade de Mobile, Alabama, da cidade de Pensacola, Flórida e da cidade de Galveston, Texas.
Mas muitas comunidades menores do estado de Luisiana, localidades ao longo do Golfo do México e do Rio Mississippi, que foram colonizadas principalmente por franceses católicos, também celebram o carnaval. Mas são festejos, correspondentemente, muitíssimo menores e freqüentemente até somente caseiros.

Mardi Gras, que significa 'Terça-Feira Gorda' em francês (pronunciado 'márdi grá') é o termo geralmente utilizado por todo o país onde a festa também é chamada de Fat Tuesday (ou 'Terça-Feira Gorda' em inglês). Os termos carnaval (do português)e carnival (do inglês) não são falsos cognatos propriamente dito, mas 'carnival' para a maioria dos norte-americanos tem mais uma conotação de parque de diversão com jogos, algodão doce, tiro-ao-alvo/prêmios, pipoca, etc... e de festas, comparativamente falando, tipo festa de São João ou festa de quermesse (ou de Kerb, como se diz nas zonas coloniais do estado de Santa Catarina e do estado do Rio Grande do Sul, no Brasil).
A palavra 'carnival' é usada de vez em quando no lugar de Mardi Gras, mas não muito. No inglês, a palavra 'carnival' se escreve com 'i' em vez de 'e'. A sua pronúncia só muda, essencialmente, pelo fato de que a ênfase na pronúncia é transferida da última letra 'a' para a primeira letra 'a' da palavra, vindo a soar mais ou menos assim: 'cárnaval'.

Mas é em Nova Orleans acontece o maior carnaval norte-americano, o Mardi Grass. O termo Mardi Grass, termo que vem francês e significa terça-feira gorda, se iniciou quando negociantes fundaram o clube “The Mystick Krewe of Comus”, em 1857, na terça-feira de carnaval, e fizeram um desfile com monumentais carros alegóricos, tendo à frente negros com archotes . Na primeira década deste século formou-se o “Krewe of Rex” que desfilou para o Grão-Duque da Rússia. Durante o Mardi Grass, mais de 50 agremiações desfilam pelas ruas da cidade, os bares ficam o tempo todo abertos, e são tomados por multidões com os mais exóticos trajes, que bebem e saem as ruas fazendo a maior algazarra nas passagens das agremiações. O ponto de encontro do carnaval negro é a Av. Clair Borne, onde se espalham as mais exóticas tribos, com elaboradas e esquisitas fantasia.

O monarca da festa é o Rei ZULÚ e há uma mistura de ritmos de origem negra.
Os locais dos desfiles são amplamente divulgados pelos jornais. O mais importante se estende da ST. Charles Avenue até Canal Street. Uma das agremiações mais conhecidas é a Bacchus que se apresenta com gigantescos e originais carros alegóricos. Outra agremiação bastante conhecida é a Endymion.

Fonte: Wikipedia

Para saber mais sobre termos em Inglês relacionados ao Carnaval, visite: O Bloco do Denilso

See you and take care...

3 Comentários:

Edu Perondi disse...

Massa teu blog cara
adoro a cultura americana
adoro os EUA
^^

Tônio disse...

Mardi Grass não é aquela festa dos colares, todo mundo faz/compra, sei lá, os colares e depois ficam trocando etc, vi isso numa série americana, sabe porque?

Alias, ótimo blog. Abraço de Porto Alegre "do Rio Grande do Sul, no Brasil"

EnglishCaffe disse...

É isso mesmo Tonio, colares fazem parte da simbologia do carnaval de Nova Orleans, onde foi pela primeira vez documentada a tradição de nudez com mulheres mostrando os seios em troca do colares.

Abraço

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO  

BlogBlogs.Com.Br